(32) 3421.2085
O Colégio
Nossa História

O Instituto Nossa Senhora do Carmo faz parte de um conjunto de escolas da Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência, congregação religiosa que surgiu em 1899, dirigida por Madre Maria das Neves, e que vem se dedicando à educação e à manutenção de obras assistenciais no Brasil e também em outros países.

Fundado em 1912, o colégio vive em constante atenção aos sinais dos tempos, buscando um ensino de excelência, sem perder de vista a formação integral do educando a partir dos valores cristãos. Com uma experiência centenária em educação, responsável pela formação de várias gerações da comunidade de Cataguases e região, conta com alunos de diversas crenças religiosas, por ter como princípios básicos o acolhimento e o respeito às diferenças.

O Colégio Carmo, como é informalmente denominado, ministra as seguintes modalidades de ensino:

  • Educação Infantil;
  • Ensino Fundamental I e II;
  • Ensino Médio.

No turno da manhã, atende aos alunos do Ensino Fundamental II (6º ao 9º anos) e Ensino Médio. No turno da tarde, atende aos alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental I (1º ao 5º anos).

MISSÃO: EDUCAR, VIVENCIANDO A SIMPLICIDADE, A ALEGRIA E O ACOLHIMENTO, TENDO MARIA COMO INSPIRADORA.

PRINCÍPIOS BÁSICOS:

  • Manter a convicção de que todo aluno é capaz de aprender e de se desenvolver;
  • Garantir a equidade de tratamento e de oportunidades a todos os alunos, oferecendo cuidado e atenção a cada um, de acordo com suas necessidades;
  • Comprometer-se com a efetivação da formação moral, intelectual, emocional e física de todos os alunos;
  • Cumprir seu papel científico, cultural e econômico, estruturado nos 4 (quatro) pilares da educação:
  1. aprender a conhecer;
  2. aprender a fazer;
  3. aprender a viver;
  4. aprender a ser.

FINALIDADES DA ESCOLA:

  • Proporcionar condições para que o aluno compreenda a realidade social em que está inserido para que, assim, possa exercer sua cidadania;
  • Valorizar o educando como pessoa humana, criada à imagem e semelhança de Deus;
  • Favorecer o diálogo, a comunicação e a vivência da fraternidade;
  • Formar o aluno com as competências cognitivas, atitudinais, relacionais e comunicativas necessárias para que  ele viva e atue plenamente na sociedade;
  • Desenvolver no aluno o senso ético, a responsabilidade e as atitudes de solidariedade e interação com os outros;
  • Forma o aluno capaz de utilizar, crítica e criativamente, as diversas formas de linguagem do mundo contemporâneo.

HISTÓRIA CENTENÁRIA:

Em 06 de fevereiro de 1912, chegaram a Cataguases as Irmãs Carmelitas da Divina Providência. No dia 10 de fevereiro, foi oficialmente inaugurado o Colégio Nossa Senhora do Carmo de Cataguases. O Colégio começou em regime de internato, semi-internato e externato. Madre Bernadete da Imaculada Conceição tornou-se a primeira diretora. As freiras acolhiam também as crianças e jovens para a recreação e catequese.

Em 1917, foi fundada pelas Irmãs a Escola Materna (para crianças de 4 a 7 anos). O Colégio manteve, durante 13 anos, apenas o Curso Primário e o Curso Preparatório, unidos ao ensino de pintura, música e alemão. Em 1924, as Irmãs adquiriram os prédios anexos à escola, localizados na rua da antiga ponte. Num destes prédios, passou a funcionar o Orfanato Dom Silvério. Em 1925, o Decreto nº 6791 aprovou a transferência da Escola Normal de Cataguases para o Colégio Nossa Senhora do Carmo, iniciando-se assim uma nova fase com a chegada das normalistas, vindas de diversas cidades vizinhas. 

Em 1935, foi inaugurada a atual Capela de Nossa Senhora do Carmo. O prédio atual do Colégio foi inaugurado em 1942: uma construção sólida, bem edificada e muito bem conservada até os dias atuais, sob os cuidados de uma administração sempre atenta ao patrimônio da Congregação. Em 1962, em comemoração ao cinquentenário do Colégio, foi inaugurada a piscina, com 25 metros de comprimento.

Durante o período em que funcionou em regime de internato, a escola recebia alunas de diversas cidades mineiras e de outros estados do país. Nesta época, o dia começava cedo no colégio. Às 6h15, tocava-se o sino, as alunas internas se levantavam e seguiam em fila para a capela, onde rezavam a missa e o terço. Depois, seguiam para o café. As aulas começavam às 7h. À tarde, eram oferecidas aulas de piano e de boas maneiras. Estudavam Francês, Literatura e Artes, segundo os padrões europeus. À noite, recolhiam-se aos dormitórios às 20h. Às 21h, apagavam-se todas as luzes e o silêncio era absoluto.

O ingresso de estudantes do sexo masculino passou a ser permitido a partir de 1968 e, em 1969, foi extinto o internato.

O Ginásio Poliesportivo Carmelitano foi inaugurado em 2003. No ano do centenário, 2012, inaugurou-se o Memorial Carmelitas da Divina Providência, museu que preserva a história da Congregação e do Colégio Carmo.

O Colégio Carmo é uma instituição de caráter filantrópico, sem fins lucrativos.

As diretoras do Colégio Carmo:

  1. Madre Bernadete da Imaculada Conceição (1912 a 1930)
  2. Madre Maria Magdalena Pazzi (1931 a 1933)
  3. Madre Maria da Santa Face (1934)
  4. Madre Maria de Nossa Senhora Aparecida (1935 a 1949)
  5. Madre Maria Josefina da Sagrada Família (1950 a 1956)
  6. Madre Maria Áurea de Santo Tomás de Aquino (1957 a 1958)
  7. Madre Maria Edith da Conceição Eucarística (1959)
  8. Madre Maria Salomé do Calvário (1960 a 1965 e 1972)
  9. Irmã Marília Cerqueira (1973)
  10. Irmã Sônia Marinho (1979 a 1981)
  11. Irmã Maria Auxiliadora Fernandes (1974 a 1978 e 1982 a 2006)
  12. Irmã Dahlia Peixoto de Rezende Filha (1966 a 1971 e atual Diretora Administrativa desde 1998)
  13. Eloísa Elena Margato da Silva (2007 a 2013)
  14. Maria Cecília Quaresma Poyares Cardoso (2014 – atual)